Portas de Copa – As tradicionais portas de Copacabana vistas por um olhar diferente

Quem passa por Copacabana com certeza já se deparou com uma das portas no estilo art déco das décadas de 30, 40 e 50. Elas surgiram num momento de expansão do mercado imobiliário, onde para trazer o diferencial do luxo para concorrer com os palacetes da época, as imobiliárias idealizaram os novos prédios residenciais com corredores, fachadas, lustres, elevadores e as famosas portas, para que atraíssem os novos moradores. O diferencial dessas portas é exatamente essa beleza que mescla o luxo com a arquitetura, o que fez com que essas portas se tornassem tradicionais e atemporais, fazendo parte, portanto, da história do Rio de Janeiro.

Pensando nisso, a arquiteta Cassia Mota, resolveu comemorar de uma forma diferente os 450 anos do Rio, tirando a atenção dos cartões postais tradicionais e nos levando a apreciar a história da cidade de uma forma diferente e artística, através das portas de Copacabana.

A ideia era representar as portas de Copa por meio de ilustrações compartilhadas com o público através de uma exposição virtual. Através do site de financiamento coletivo de novas ideias, o Benfeitoria, foi possível que Cassia produzisse o projeto. Durante o mês de março desse ano, no site do projeto Portas de Copa, foram postadas a cada dia uma nova ilustração de algumas das belíssimas portas.

Confira abaixo algumas das ilustrações:

porta1

Ed. Paquequer, Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1236.

 

A porta do Edifício Itaoca foi postada no site do projeto no dia 20 de março, o qual é celebrado o dia mundial da francofonia.  Por isso uma homenagem aos seguidores francófonos com a porta do Ed Itaoca, na rua mais francesa de Copacabana, a Duvivier. O edifício é um raro exemplar do estilo Marajoara, fusão da iconografia brasileira com o estilo francês Art Déco, e foi projetado por Anton Floderer e Robert Prentice, que estudaram na École de Beaux Arts, em Paris. Hoje o edifício é o endereço da Aliança Francesa de Copacabana.

A porta do Edifício Itaoca foi postada no site do projeto no dia 20 de março, o qual é celebrado o dia mundial da francofonia. Por isso uma homenagem aos seguidores francófonos com a porta do Ed Itaoca, na rua mais francesa de Copacabana, a Duvivier. O edifício é um raro exemplar do estilo Marajoara, fusão da iconografia brasileira com o estilo francês Art Déco, e foi projetado por Anton Floderer e Robert Prentice, que estudaram na École de Beaux Arts, em Paris. Hoje o edifício é o endereço da Aliança Francesa de Copacabana.

 

Ed. Orania, é um dos edifícios protegidos pela área de conservação do Lido. Os vitrais, com desenhos de flores, folhas e outros ornamentos, são de autoria de Gastão Formenti.

Ed. Orania, é um dos edifícios protegidos pela área de conservação do Lido. Os vitrais, com desenhos de flores, folhas e outros ornamentos, são de autoria de Gastão Formenti.

 

Porta dos fundos do Copacabana Palace pela fachada da Nossa Senhora de Copacabana.

Porta dos fundos do Copacabana Palace pela fachada da Nossa Senhora de Copacabana.

 

O Ed. Marina fica logo ao lado do Ed. Eduardo (abaixo). Exemplo de portas gêmeas em Copacabana.  Fica a história nos incitando a curiosidade: quem foram Eduardo e Marina?

O Ed. Marina fica logo ao lado do Ed. Eduardo (abaixo). Exemplo de portas gêmeas em Copacabana. Fica a história nos incitando a curiosidade: quem foram Eduardo e Marina?

porta6

 

O projeto teve uma aceitação enorme na mídia nacional e até uma inserção na mídia internacional. Foram feitas ao todo 31 portas durante todos os dias do mês de março e a promessa é que devido ao sucesso venham novas produções, livros e exposições. No site é possível conferir as outras portas ilustradas para a galeria virtual do projeto e acompanhar as novidades dessa ideia super bacana:

http://portasdecopa.com/